domingo, 19 de fevereiro de 2017

O documento ultra-secreto escrito por Einstein e Oppenheimer sobre extraterrestres e OVNIs





A idéia de que o planeta Terra foi visitada por seres extraterrestres é um conceito que existe há muitos anos. Se olharmos para a história e analisarmos textos antigos de culturas de todo o mundo, veremos que muitos descrevem "deuses", "seres celestiais" e outras criaturas que vieram de outros lugares do cosmos para a Terra. Enquanto esses encontros foram descritos como divinos no passado, hoje tentamos abordar a questão cientificamente, algo que se mostrou ser muito difícil. Mas, em 1947, dois grandes cientistas abordaram a questão como nunca antes, considerando todos os possíveis resultados e a razão pela qual entidades de outro mundo viriam ao planeta Terra.

Mas primeiro, antes de abordar o documento confidencial vamos dar uma olhada na história para ver o que existe de evidência sobre esse assunto, ha centenas e até milhares de anos atrás.

Existem muitos documentos antigos como o Papiro Tulli que afirmam que, no passado distante, no antigo Egito, veículos de outros mundos visitaram nosso planeta. Mesmo que este texto antigo não mencione se os egípcios antigos estabeleceram realmente contato com os visitantes, é contudo um dia muito importante na história, para a humanidade e a civilização egípcia antiga. É importante mencionar que é muito improvável que os antigos egípcios mal interpretaram esses "discos ardentes" (como os objetos são descritos no Papiro) com algum tipo de fenômeno astronômico ou climático. Os egípcios antigos eram astrônomos experientes, extremamente peritos no campo, o que significa que teriam descrito um fenômeno astronômico de uma maneira muito diferente.

"Depois de vários dias, eles se tornaram mais numerosos do que nunca. Eles brilhavam no céu mais do que o brilho do sol, e se estendiam até os limites do céu [...] Poderosa era a posição dos Discos de Fogo."

O Popol Vuh é outro importante texto antigo onde podemos aprender muito sobre a criação do homem. O Popol Vuh foi gravado pelos sacerdotes da 'Serpente Emplumada' e traduzido do Quiche (um dialeto Maia) para o espanhol por Francisco Ximenez. Este trabalho atraiu a atenção do Abade Brasseur de Bourbourg, que por sua vez traduziu para o francês, e é sua versão que os escritores de Inglês têm usado como base de seus estudos

Tudo era imovel e silêncioso, na escuridão, na noite; Somente o Criador, o primeiro, o Dominator, a Serpente emplumada, (...) pairavam sobre a água como uma luz que amanhecia.

Mas não só podemos ver essa descrição no Egito Antigo e nas Américas. Em todo o mundo encontramos evidências na forma de textos ou representações de seres e 'objetos' que não são nativos do nosso planeta. Por exemplo, nas pinturas do século XIV "A Crucificação", localizada no Mosteiro Visoki Decane em Kosovo, podemos ver uma representação de um homem sentado dentro de algum tipo de embarcação voadora.

Outras pinturas como a presente na igreja do monastério dominicano em Sighisoara descreve um disco voando em cima de um edificio, parece muito similar a outros objetos discoides descritos hoje como OVNIs.

 Outra pintura que achamos muito interessante é "O Batismo de Cristo" de Aert De Gelder. Olhando para esta pintura, a primeira coisa que você observa são estranhos raios de luz que estão vindo de um objeto em forma de disco no céu. Uma das pintura mais interessantes segundo estudiosos.




Detalhes sobre veículos voadores e seres 'de outro mundo' não são exclusivos do homem antigo. Existe um documento secreto (agora liberado) escrito por Robert Oppenheimer, um físico teórico americano, e Albert Einstein, um físico teórico alemão, onde fazem um relatório sobre a "Relação com os Habitantes dos Corpos Celestes". Este enigmático documento de seis páginas é um dos primeiros a fazer referência às 'Entidades Biológicas Extraterrestres', e ainda afirma que a presença dos OVNIs é algo aceito pelos militares há muito tempo.






"As relações com homens e extraterrestres não apresentam nenhum problema basicamente novo do ponto de vista do direito internacional; Mas a possibilidade de confrontar seres inteligentes que não pertencem à raça humana suscitaria problemas cuja solução é difícil de conceber.

Em princípio, não há dificuldade em aceitar a possibilidade de chegar a um entendimento com eles, e de estabelecer todos os tipos de relações. A dificuldade reside em tentar estabelecer os princípios sobre os quais essas relações devem ser baseadas.

Em primeiro lugar, seria necessário estabelecer uma comunicação com eles através de alguma linguagem, e depois, como uma primeira condição para toda inteligência, que eles deveriam ter uma psicologia semelhante à dos homens.

De qualquer forma, o direito internacional deve dar lugar a uma nova lei sobre uma base diferente, que poderia ser chamada de "Lei entre os povos planetários", seguindo as diretrizes encontradas no Pentateuco.  Obviamente, a idéia de revolucionar o direito internacional a ponto de ser capaz de lidar com novas situações, nos obrigaria a fazer uma mudança em sua estrutura, uma mudança tão básica que deixaria de ser o direito internacional, (...)

Se esses seres inteligentes estivessem na posse de uma cultura mais ou menos e uma organização política mais ou menos perfeita, teriam o direito absoluto de serem reconhecidos como povos independentes e soberanos, teríamos de chegar a um acordo com eles para estabelecer os regulamentos legais sobre os quais as relações futuras devem ser baseadas, e seria necessário aceitar muitos de seus princípios.

Finalmente, se eles rejeitarem toda cooperação pacífica e se tornarem uma ameaça iminente à Terra, teríamos o direito de legítima defesa, mas somente na medida em que fosse necessário ....".

O que Oppenheimer e Einstein estavam tentando comunicar através de seu relatório é que a divulgação oficial de seres extraterrestres causaria grandes danos à sociedade e aos sistemas de crenças em todo o mundo. Embora os governos ao redor do mundo possivelmente saibam sobre a presença de entidades extraterrestres, é muito provável que estes optaram por manter essa informação em segredo, uma vez que o dano seria irreversível.

Oppenheimer e Einstein também consideram a possibilidade de que, se as entidades extraterrestres forem mais avançadas do que nós, seria possível coexistir pacificamente no planeta Terra? E se esses seres realmente vieram à Terra, qual seria o seu propósito considerando que eles estão mais avançados do que nós? Eles viriam à Terra para nos aniquilar? Ou eles vêm oferecendo apoio? Eles ajudaram nossa espécie a evoluir a um ritmo mais rápido? ....




FONTE DOCUMENTO COMPLETO : CLICK AQUI📥

Nenhum comentário:

Postar um comentário